Portela de Asas Abertas homenageia Wilson Moreira

Portela de Asas Abertas homenageia Wilson Moreira

Foto: Divulgação.

A comemoração pelo título de campeã de 2017 da Portela continua. Desta vez, acontecerá na segunda edição do projeto Portela da Asas Abertas, no sábado, 20 de maio, a partir de 14h, na quadra da escola. O evento homenageará o compositor Wilson Moreira com uma roda acústica comandada pelo grupo Samba D’Aurora. Além da boa música, haverá uma feira de empreendedores e bate-papo com o escritor e historiador Luiz Antonio Simas.

O Samba D’Aurora é formado por 10 integrantes e mostrará um repertório com muito samba de quadra, samba-enredo, partido-alto e jongos de autoria de Wilson Moreira, como os sucessos Goiabada Cascão, Coisa da Antiga, Judia de Mim, Samba do Irajá, Gostoso Veneno e Senhora Liberdad“. Aos 80 anos, o compositor portelense e maior parceiro musical de Nei Lopes também participará da confraternização. A rica obra do bamba será tema do encontro com Luiz Antonio Simas.

Exposição

Outro momento especial da tarde será a inauguração da exposição Os Sabores da Portela, que resgata as tradições das tias baianas e exalta seis personagens portelenses que cultivaram iguarias que se tornaram verdadeiros patrimônios imateriais da cultura carioca. O diretor Cultural da Portela, Rogério Rodrigues, explica que o evento lembra os 100 anos do ritmo. “Trata-se da quarta parte da homenagem que estamos fazendo ao centenário do samba. As três primeiras mostras abordaram a música, a indumentária e a dança.”

A integrante do Departamento Cultural Maria Lucia Silva lembra a histórica relação música/culinária. “Desde sua origem, a criação musical e a comida estiveram juntas, fazendo circular saberes e arte.” Ela é uma das responsáveis pela pesquisa e produção da mostra, que reverenciará a memória de nomes como Tia Vicentina (irmã de Natal da Portela), Tia Eunice (ex-pastora da Velha Guarda), Tia Surica (pastora da Velha Guarda), Dona Neném (viúva do compositor Manaceia) e outros.

Quitutes

Com imagens obtidas do acervo pessoal de Zilmar Mendonça, dos arquivos da escola e da Biblioteca Nacional, a exposição também tem curadoria de Walter Pereira. Sediada na sala do Departamento Cultural, estará aberta ao público sempre durante os eventos da agremiação. E ainda tem mais! Alguns dos mais famosos quitutes portelenses serão vendidos em barracas pelas pastoras Neide Santana, Áurea Maria e Jane Carla. Feijão amigo, sopa de ervilha, bolinho de feijoada, pastel de rabada e caldo de mocotó vão compor o cardápio oferecido.

Por fim, o Portela de Asas Abertas promoverá o batizado do mais novo consulado da Portela, o do Vale do Café. Assim como as demais representações oficiais da escola espalhadas pelo Brasil e pelo mundo, esta terá a missão de propagar os valores e a história da azul e branco nesta importante região do estado do Rio de Janeira.

Ação social

Como forma de ajudar a Associação Elas Existem – Mulheres Encarceradas, coletivo que atua em prol das detentas do sistema penitenciário do Rio de Janeiro, a Portela realizará novamente, durante o evento, uma campanha de arrecadação de absorventes, que serão doados para as presas. Desta forma, quem levar dois pacotes do produto não pagará entrada.

Serviço

Portela de Asas Abertas

Roda de samba acústica com grupo Samba D’Aurora em homenagem a Wilson Moreira

Data: Sábado, dia 20 de maio

Horário: A partir de 14h

Local: Quadra da Portela

Endereço: Rua Clara Nunes 81, Madureira

Ingresso: R$ 15

Mesa: R$ 10

Entrada franca para quem levar dois pacotes de absorventes.

Almoço/petiscos: R$ 15

Classificação etária: livre

Informações: (21) 3256-9411

Obs.: Sócios estatutários, sócios-torcedores não pagam entrada. Membros uniformizados das torcidas organizadas pagam R$ 5 pelo ingresso.

Curta facebook.com.br/revistacarnaval.
Siga twitter.com/revistacarnaval.
Acesse instagram.com/revistacarnaval.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *