Museu do Samba gravará depoimentos de Valci Pelé e NãNãna da Mangueira

Museu do Samba gravará depoimentos de Valci Pelé e NãNãna da Mangueira

Foto: A. Pinto.

Valci Pelé e NãNãna da Mangueira gravarão no sábado, 10 de julhos, seus depoimentos para o projeto Memória das Matrizes do Samba no Rio de Janeiro, idealizado e realizado pelo Museu do Samba, com apoio da Superintendência de Museus – Secretaria de Cultura do Governo do Rio de Janeiro.

Responsável pela ala de Passistas da Portela desde 2005, Valci Pelé gravará às 10h. Ele foi o grande incentivador da lei que instituiu o dia do passista e leva o seu nome. Já NãNãna da Mangueira dará seu depoimento às 13h. Ela foi a primeira rainha de Bateria do Brasil, desfilando em 1973, na paulistana Mocidade Alegre, à frente dos ritmistas de biquíni e tocando tamborim. A sambista viveu parte de sua história com grandes nomes do samba como Carlos Cachaça, Cartola, Xangô da Mangueira, Geraldo Pereira e Zé Keti.

Projeto

O projeto Memória das Matrizes do Samba no Rio de Janeiro grava, todos os meses, depoimentos daqueles que são umas das principais memórias do samba carioca em suas matrizes: o partido alto, o samba de terreiro, o samba enredo. Essas gravações não trazem, apenas, a história do samba como gênero musical, mas de todo seu significado enquanto forma de expressão, jeito de socialização e referencial de pertencimento que precisa e deve ser conhecido.

As gravações são abertas ao público. O Museu do Samba fica na Rua Visconde de Niterói, 1296, na Mangueira, telefone 3234-5777

Curta facebook.com.br/revistacarnaval.
Siga twitter.com/revistacarnaval.
Acesse instagram.com/revistacarnaval.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*