24 de maio de 2024
DestaqueGrupo especialRio Carnaval

Ensaio de Rua da Mangueira: Canto Poderoso e Bateria que Treme o Chão!

No quarto ensaio de rua da Mangueira, a energia do samba-enredo “A Negra Voz do Amanhã”, em homenagem a Alcione, foi evidente, destacando-se o poder do canto da comunidade e a força da bateria “Tem que respeitar meu tamborim”. O ensaio, que durou cerca de 55 minutos, ressaltou o desempenho funcional do samba escolhido.

O Diretor de Carnaval da Mangueira, Junior Cabeça, ressaltou a evolução contínua nos ensaios, destacando a melhoria no canto e na evolução dos componentes, visando estar no ápice no dia do desfile.

O canto da comunidade foi forte e uniforme ao longo da Avenida Estação Primeira, destacando trechos específicos do samba que homenageia Alcione. O carro de som, liderado pelos intérpretes Marquinho Art’Samba e Dowglas Diniz, teve papel fundamental na condução do samba e na manutenção da harmonia da Mangueira.

Apesar de não contar com todos os seus segmentos, a escola exibiu uma evolução fluida e coesa, sem lacunas entre as alas. Destaque para os passistas, demonstrando samba no pé e simpatia ao público presente.

O samba-enredo, elaborado por Lequinho, Júnior Fionda, Gabriel Machado, Fadico, Guilherme Sá e Paulinho Bandolim, teve um excelente desempenho, com destaque para trechos como “Ela é Odara, deusa da canção/Negra voz, orgulho da nação”, amplamente cantados pelos componentes da Mangueira.

Os diretores musicais da escola enfatizaram a execução bem-sucedida das ideias musicais, especialmente ao incorporar as referências vocais de Alcione no samba. A rainha de bateria, Evelyn Bastos, brilhou no ensaio, irradiando simpatia e samba no pé, sendo calorosamente recebida por fãs, incluindo crianças, ao final do treino.